Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

« Fevereiro 2018 »
Fevereiro
SeTeQuQuSeSaDo
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

diarioOficial (1).jpg

facebook-icon.png    twitter-icon.png

YouTube_Play.png    flickr.png

 
» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2018 Janeiro Ação Cidadã atende centenas de moradores em situação de rua
28/01/2018 - 10h09m

Ação Cidadã atende centenas de moradores em situação de rua

Banho solidário, consultas jurídicas e teatro infantil foram algumas das atividades desenvolvidas pela pasta da assistência social

Ação Cidadã atende centenas de moradores em situação de rua

Cerca de 30 pessoas aproveitaram o corte de cabelo gratuito oferecido pela Casa Ranquines

Texto de Renata Bello

Foi marcada pela emoção a primeira edição da Ação Cidadã promovida pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), em parceria com entidades e órgãos públicos, nessa sexta-feira (26), na Praça Dom Pedro II, centro de Maceió.

Durante toda a manhã, 250 pessoas em situação de rua tiveram acesso a serviços como testes rápidos de HIV e sífilis, ofertados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), consultas jurídicas por meio da Defensoria Pública, teatro infantil, apresentado pela Polícia Militar além de banho solidário, corte de cabelo, e consulta psicológica com estudantes da Universidade Tiradentes (Unit).

Sara, de 11 anos, foi uma das 30 pessoas que aproveitaram o momento pra cortar o cabelo com voluntários da Casa de Ranquines. Acompanhada de sua mãe, a pequena fez questão de agradecer pessoalmente o secretário Fernando Pereira pela iniciativa. “Eu vivo na Brejal com a minha mãe, vivemos na rua e eu nunca participei de um dia assim. Estou muito feliz, espero que tenha outras vezes”, disse. 

Há também quem procurou o defensor Carlos Eduardo Monteiro,  Foram 110 atendimentos entre orientações jurídicas e informações sobre processos cíveis e criminais. O catador de papel, Elias da Silva estava interessado em saber quais os seus direitos em relação a filha, que reside com a mãe.  “A mãe dela não me deixa ter contato, queria saber se isso é certo e o que eu posso fazer para me aproximar da minha filha”, disse.

Segundo o  secretário Fernando Pereira, após esse primeiro momento, a ação deve ser continua. “Hoje foi o primeiro passo de um projeto que nasce para mostrar que o poder público deve olhar com atenção para a população em situação de vulnerabilidade, especialmente aqueles que não tem um lar”, explicou. 

Ao dia contou também atendimentos de CPF, feito pelos Correios, aplicação de 120  doses de vacina DT hepatite B e tríplice viral, realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, emissões de cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), oficina de confecção de flores com o artista de rua, Luciano Moraes, iniciativa do Instituto raízes de Áfricas.

Ações do documento