Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

« Maio 2019 »
Maio
SeTeQuQuSeSaDo
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

diarioOficial (1).jpg

facebook-icon.png    twitter-icon.png

YouTube_Play.png    flickr.png

 
» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2019 Maio Seades garante inserção de reeducandos no mercado de trabalho
07/05/2019 - 19h36m

Seades garante inserção de reeducandos no mercado de trabalho

Secretaria possui oito pessoas que desenvolvem trabalhos na área administrativa

Seades garante inserção de reeducandos no mercado de trabalho

Por Fabíola Aguiar

 

 

 

Na segunda feira (6), o Ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro destacou a importância de empresas privadas e órgãos públicos de darem oportunidades de trabalho para pessoas que estão cumprido pena em regime semiaberto. Segundo o Ministro, é preciso ter fé e esperança e acreditar na ressocialização dessas pessoas. 

 

E é o que tem ocorrido na Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), onde, atualmente, oito reeducandos estão inseridos em vários departamentos. Entre essas pessoas estão F.S.F, 46 anos. De acordo com ele, ter a chance de trabalhar e sustentar sua família de forma digna longe do crime, é algo único e importante. “A dificuldade é muito grande, em ser reinserido no mercado de trabalho depois de sair do sistema prisional, e hoje o governo do Estado, por meio dos  convênios tem dado essa chance pra gente”, afirmou o reeducando.

 

Hoje, Alagoas possui 700 reeducandos reintegrados. O que coloca o Estado entre os 5 melhores no ranking nacional, dos que mais oferecem oportunidade a esse público. Somente em 2018, cerca de 112 instituições foram certificadas no Estado.

 

Para o secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, João Lessa, esse é o caminho, integrar, inserir, dar aos reeducandos a chance de sonharem com um futuro melhor. Já que, estão respondendo por seus atos junto à Justiça, e merecem respeito e apoio da sociedade no processo de ressocialização. "É a melhor maneira de transformar essas pessoas novamente em cidadãos de verdade. Quem pode pagar pelos seus erros e ainda assim, sustentar de maneira digna suas famílias. Aqui na Seades, eles terão essa oportunidade e espero que passado o período, eles saiam daqui muito mais responsáveis e comprometidos com um futuro melhor, enfatizou o secretário.

Ações do documento