Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 Setembro Busca ativa por infectados continua no interior de Alagoas
10/09/2020 - 17h19m

Busca ativa por infectados continua no interior de Alagoas

Cerca de 380 testes da COVID-19 foram realizados nos municípios de Piranhas e Santana do Ipanema

Busca ativa por infectados continua no interior de Alagoas

Foto: Isis Malta e Jean Souza

Texto de Karina Lima Moraes

 

As equipes do Centro de Acolhimento e Isolamento Social (CAIS) continuam a expandir a busca ativa por possíveis infectados com o novo coronavírus. Desta vez, cerca de 380 testes foram feitos nos municípios de Piranhas e Santana do Ipanema nos dias 8 e 9 de setembro. Além da detecção de novos casos da COVID-19, a busca ativa visa ao encaminhamento dos infectados ao CAIS para o cumprimento dos 14 dias de isolamento social.

Em Piranhas, aproximadamente 180 testes foram realizados entre o Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e a unidade de síndrome gripal do município. Já em Santana do Ipanema, por volta de 200 testes em diferentes instituições: Associação dos Amigos e Pais de Pessoas Especiais (AAPPE), Casa do Menor, Fazenda Esperança, Abrigo São Vicente e Comunidade do Canté.

Numa iniciativa da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), que acompanha as equipes do CAIS, os testes são voltados à população em situação de vulnerabilidade e risco social, principalmente aos usuários do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), que estão presentes nos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em abrigos e casas de passagem. 

Até o momento, já foram realizados mais de 3.800 testes entre os municípios de Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Paulo Jacinto, Quebrangulo, Piranhas e Santana do Ipanema. A busca ativa continua até o dia 15 de setembro, quando será completada a testagem dos 5 mil kits do RT-LAMP doados pela Fundação Itaú, parceira da Seades na implantação do CAIS em Alagoas. 

“O teste RT-LAMP identifica o vírus ativo mesmo em pacientes assintomáticos. É um teste molecular de boa acurácia, que detecta o vírus no início da infecção, entre dois a três dias. Alguns testes não têm a mesma eficácia, qualidade e rapidez no resultado, pois só identificam o vírus praticamente no final da infecção, de oito a dez dias. A qualidade dele é de 90% de eficácia”, esclareceu Marília Faria, coordenadora de enfermagem do CAIS.

Ações do documento