Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2021 Março Restaurante Popular de Alagoas: alimentação balanceada a preços acessíveis
01/04/2021 - 03h19m

Restaurante Popular de Alagoas: alimentação balanceada a preços acessíveis

Equipamento de Segurança Alimentar e Nutricional garante, diariamente, refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social

Restaurante Popular de Alagoas: alimentação balanceada a preços acessíveis

Texto Karina Lima Moraes

 

Segurança Alimentar e Nutricional: expressão de ordem na garantia da condição básica da dignidade humana. O alimento diário e a nutrição balanceada convergem ao estado de hombridade próprio do ser humano. Nesse sentido, o Poder Público atua para assegurar à população o direito a alimentos de qualidade em quantidades suficientes. Uma de suas frentes é a adesão ao Programa Restaurante Popular e a instalação de equipamentos voltados à população em situação de vulnerabilidade e risco social.

O Governo de Alagoas custeia e mantém em funcionamento o Restaurante Popular Prato Cheio, localizado no Benedito Bentes, bairro de grande densidade demográfica na parte alta de Maceió. Equipamento da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), o Prato Cheio atende, por dia, a 1.250 pessoas em situação de risco nutricional, com o bandejão a R$ 2,00 e a quentinha a R$ 2,50.

Em 2021, um novo Restaurante Popular (RP) será instalado em local estratégico da capital: o Estádio Rei Pelé, situado no bairro do Trapiche da Barra. O equipamento - totalmente subsidiado com recursos do governo do estado - vai oferecer almoço e jantar, no sistema de bandejão e quentinha, a mais de 2.200 usuários na parte baixa da cidade, em área de grande movimentação, forte comércio local e presença de unidades de saúde. 

“O Restaurante Popular é um equipamento que tem cumprido uma importante missão para a promoção da segurança alimentar em Alagoas, especialmente neste momento de pandemia, em que as necessidades da população em situação de vulnerabilidade social são agravadas. Estamos fortalecendo o funcionamento do restaurante para que possa ofertar uma alimentação balanceada, com ingredientes de qualidade, a um valor muito acessível, subsidiado pelo Governo de Alagoas. Estamos trabalhando fortemente para ampliar o número de refeições, de equipamentos e permitir que mais alagoanos tenham acesso ao serviço”, explicou Sílvio Bulhões, Secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social.

O público do RP é variado e constituído por trabalhadores formais, trabalhadores informais de baixa renda, desempregados, aposentados, estudantes, população em situação de rua, entre outros grupos vulneráveis. Apesar de ter um público-alvo específico, o Restaurante Popular possui forte aspecto democrático, uma vez que tem caráter universal e está disponível a todas as pessoas, pois não é exigido de seus usuários cadastro específico, nem regularidade de frequência.

O acesso ao alimento é o escopo das iniciativas públicas de segurança alimentar. A elaboração de refeições balanceadas, produzidas sob rígido controle sanitário, é parte constitutiva  da dinâmica diária do RP. Pratos compostos por produtos regionais variados, com o equilíbrio nutricional, oferecidos em ambientes limpos e confortáveis são peças-chave para o fortalecimento da cidadania.

“A Superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional abrange ações que garantem à população alimentação saudável e adequada, numa perspectiva sustentável, respeitando outras culturas alimentares de comunidades tradicionais e articulando as políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional às demais políticas sociais. O restaurante popular do estado fornece uma alimentação de qualidade para a população de baixa renda, atendendo a milhares de famílias da parte alta de Maceió. Em breve, a parte baixa da cidade será contemplada com o novo restaurante popular no Estádio Rei Pelé”, destacou o Superintendente de Segurança Alimentar e Nutricional da Seades, Hélvio Soares.

O Programa Restaurante Popular foi criado em 2003 como elemento da política de inclusão social  do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Hoje, ele faz parte do Ministério da Cidadania. O Programa integra o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN), criado pela Lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006, a Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (LOSAN).

 
Ações do documento